Caminhos do Campo: Legado secular impulsiona lavoura e pecuária

 In Clipping

A herança dos imigrantes holandeses, que há 100 anos ocupam os Campos Gerais do Paraná, vai além das histórias de lutas e conquistas e das fazendas agropecuárias deixadas aos seus descendentes. As primeiras famílias de colonos a deixarem a Holanda, em meio à crise que castigava o continente europeu, mudaram o agronegócio brasileiro ao se assentarem em Caram­­beí e abrirem caminho para que outros grupos se estabelecessem, nas décadas seguintes, também em Castro e Arapoti. O cooperativismo, o melhoramento do gado leiteiro e a difusão do plantio direto são reconhecidos como iniciativas holandesas.

As três contribuições foram desenvolvidas para suprir a necessidade de produção e comércio e enfrentar os desafios impostos aos colonos holandeses no século passado. O sucesso inquestionável obtido ao longo das décadas fortaleceu os métodos e fez com que imigrantes de outras etnias e produtores brasileiros adotassem as mesmas tecnologias, que se tornaram imprescindíveis para a gropecuária nacional.

Leia na íntegra.

Recommended Posts

Leave a Comment

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt