Orquestra holandesa se despede do Paraná

 In Brasil Holanda, Destaque, Noticias

Um violoncelista de 19 anos foi a grande atração da Orquestra Sinfônica Philips (PSO) nesta quarta-feira (12), em Curitiba, quando o grupo de músicos holandês realizou sua penúltima apresentação no país. Os solos vigorosos de Bas Jongen e a execução de clássicos brasileiros como Garota de Ipanema, Aquarela do Brasil e Trenzinho Caipira, encantaram a plateia paranaense. A PSO se despede do Brasil neste próximo domingo, em São Paulo, a partir das 11hs na Sala São Paulo.

A turnê da Orquestra faz parte das comemorações do Centenário da Imigração Holandesa nos Campos Gerais. “Essa é, para nós, como se fosse a sobremesa das festividades”, disse o presidente da Associação do Parque Histórico de Carambeí (APHC), Dick de Geus, que promoveu as apresentações em parceria com a Copel.

Em seu discurso, que antecedeu o concerto, Dick falou sobre a imigração holandesa no Brasil e suas contribuições para o desenvolvimento do Paraná. “Esperamos continuar contribuindo com o desenvolvimento cultural e econômico brasileiro, pelo menos pelos próximos cem anos”, afirmou.

Estrela – O jovem rapaz de apenas 19 anos, Bas Jongen, é um premiado solista holandês que encantou o público brasileiro. De posse de seu violoncelo de 160 anos de idade, ele demonstrou sua habilidade nas obras do Concerto para Violoncelo e Orquestra Op. 104, do compositor tcheco Antonin Dvorak.

Bas, que não largou seu instrumento nem nos passeios turísticos que o grupo fez por Curitiba, contou que estuda música por pelo menos quatro horas por dia, há aproximadamente cinco anos. O tímido garoto, que já está em sua sexta turnê, disse que gostou muito de conhecer o Brasil e de estar surpreendido pelas belezas naturais e pela cordialidade de seu povo. “Esta é a minha primeira turnê como solista e fora do território europeu”, disse.

Homenagem – O vereador Felipe Braga Cortes, propositor de uma homenagem – na Câmara Municipal – de votos de louvor à Associação do Parque Histórico de Carambeí (APHC) e ao embaixador da Holanda no Brasil, Kees Rade, entregou os diplomas ao presidente da APHC e ao cônsul da Holanda para o Paraná e Santa Catarina, Robert Ruijter, e falou sobre o auxílio deste povo ao desenvolvimento de nosso Estado.

 

Texto: Ari Lemos

 

Recommended Posts

Leave a Comment

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt