A força feminina no cooperativismo

 In Clipping, Cooperativismo

O que há algum tempo era serviço de homem, começa a p assar por mudanças no cenário. Enrustidas em macacões, equipamentos de segurança, atrás de um volante, ou mesmo em saltos altos, as mulheres vêm se destacando no mercado de trabalho, ganhando reconhecimento e trilhando novos caminhos nos últimos anos. Essa realidade condiz com muitos setores da sociedade e não poderia ser diferente no cooperativismo.

Somente na MaxiCrédito, cooperativa do ramo de crédito do Sistema Sicoob, que atua no Oeste e Litoral Catarinense, as colaboradoras são em número de 95, frente à 116 colaboradores homens. Em uma média geral, elas representam 45% do total de funcionários. Segundo o gerente do setor de Recursos Humanos, Fernando Rebelatto, isso mostra que não existe diferença no mercado de trabalho, inclusive no aspecto econômico, e que, cada vez mais, as mulheres buscam especialização. “Elas trabalham com mais afetividade, sensibilidade, possuem maior percepção, organização e detalhamento ao efetuarem suas tarefas, além de conciliarem o papel de mãe, esposa e dona de casa”, afirma.

 

Para ler na íntegra, clique aqui.

Recommended Posts

Leave a Comment

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt