Arte sustentável vira ferramenta para conscientização ambiental

 In Clipping, Sustentabilidade

Sustentabilidade é a palavra da vez. Mas não é de hoje que o conceito de sustentabilidade está presente no mundo da arte. Há décadas artistas como Vik Muniz, brasileiro mundialmente conhecido, utilizam materiais inusitados e recicláveis para compor suas obras e, desde então, a arte sustentável, como tem sido chamada, vem se transformando num modo de conscientização e educação ambiental. O Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR), por exemplo, inclui visitas a exposições de arte no Programa Portas Abertas, que visa familiarizar crianças, jovens e adultos com o consumo consciente. O artista paulistano Silvio Alvarez dedica-se há quase 20 anos à colagem, criando quadros a partir de recortes de revistas, e é um dos que também procura passar essa mensagem.

 

“Recortar e colar começou como um hobby. Como eu não sei desenhar, fazia composições simples a partir desses recortes. Alguns amigos me disseram que aquilo era bom, então eu comecei a expor”, conta o artista, que atualmente oferece oficinas de arte terapia e participa de diversos projetos voltados à conscientização ambiental de crianças. “A questão de sustentabilidade pra mim não veio como uma ideia de defesa da natureza, mas a partir da vivência cotidiana com o universo dos catadores”, explica Alvarez.

 

O artista relata que um dia em Joanópolis (município de São Paulo) uma senhora conhecida como Dona Nega pediu-lhe materiais recicláveis, que ela coletava como forma de complementar a aposentadoria. “Contei que tinha muitas revistas – relembra Alvarez – e ela se comprometeu a retirar toda semana o que sobrava do meu trabalho. Eu pedi que 7 moradores vizinhos também me entregassem tudo o que fosse reciclável, para ela retirar junto. A partir disso, eu me dei conta do que poderíamos fazer, e que ela, com tanta idade, estava fazendo sozinha como catadora. Percebi que podemos fazer muito mais do que já estamos fazendo.”

 

Desde essa experiência, Alvarez tem desenvolvido uma série de projetos de conscientização ambiental, que focalizam especialmente as crianças, e são realizadas em diferentes capitais e cidades brasileiras. Entre os seus projetos mais recentes está a ilustração do livro infantil Olhos da Terra, de Ana Maria de Andrade, a ser lançado ainda esse ano, e a participação no projeto Cultura livre, do governo do Estado de São Paulo, através de oficinas a serem ministradas no Parque Vila Lobos, a partir de abril próximo. “As oficinas hoje são o carro chefe do meu trabalho”, afirma Alvarez, “Quando a criança toma contato com revista velha e no final vê que produziu algo bonito, ela se vê criadora de alguma coisa a partir de algo tão improvável que seria descartado, e isso além trabalhar a questão da autoestima, também estimula a compreensão prática, sem grandes explicações, que reaproveitar e reciclar é um grande barato.”

Silvio Alvarez também é autor da imagem da capa da edição de março da Revista ComCiência.

 

Fonte:

Com Ciência

Recommended Posts

Leave a Comment

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt