Cooperativas juntam esforços para reduzir os custos de fertilizantes

 In Clipping, Cooperativismo

Produtores de grãos no Brasil não gostam do fato de sua necessidade de fertilizantes deva ser importada e de estarem à mercê do mercado de fertilizantes internacional volátil. O governo brasileiro se comprometeu a se tornar auto-suficiente na produção de fertilizantes até 2020, mas ainda está a anos de distância. Entretanto, como uma forma de compensar parcialmente o custo elevado dos fertilizantes importados, um grupo de cooperativas agrícolas no estado do Paraná se uniram para comprar o fertilizante de que precisam para seus membros por um preço mais barato.

Um grupo de 21 cooperativas do estado do Paraná se uniram em 2009 sob o nome de Conagro para comprar em conjunto e distribuir adubos. Quatro dos membros originais se retiraram da empresa deixando 17 cooperativas.

Os membros restantes anunciaram recentemente que vão investir R$ 22 milhões na construção de um armazém de fertilizantes no Porto de Paranaguá, com capacidade para armazenar 150.000 toneladas de fertilizantes. Eles também vão investir R$ 2 milhões para adquirir uma máquina capaz de misturar os matérias-primas importadas no armazém. Toda a operação está prevista para estar instalada e operando para 2013/14. Não só deve a Conagro ser capaz de oferecer preços mais baixos para fertilizantes, devido às economias de escala, como também serão capazes de adquirir e armazenar os fertilizantes durante o período de entre-safra, quando os preços estão mais baixos.

Em 2011, a Conagro tratou 110.000 toneladas de fertilizantes ou aproximadamente 10% dos 1,2 milhões de toneladas de fertilizantes utilizados pelos 17 cooperativas associadas. O objetivo a longo prazo da organização é ser capaz de fornecer 50% das suas necessidades de fertilizantes aos seus membros. Além de fertilizantes, a Conagro tem planos de expandir para máquinas, pneus e outros insumos agrícolas necessários.

Eles escolheram o Porto de Paranaguá para o seu novo armazém porque ele lida com o maior volume de fertilizantes importados. O porto é continuamente atormentado por problemas de congestionamento crônicos devido à enorme quantidade de caminhões que trazem grãos para lá e fazem o transporte para o interior do Brasil. O maior estado produtor de grãos do Brasil e do estado que usa a maioria dos fertilizantes é Mato Grosso, que se encontra muito afastado de Paranaguá, resultando em custos de transporte extremamente elevados tanto para a movimentação de grãos para os mercados de exportação e da importação desses insumos como fertilizantes.

As cooperativas membros da Conagro incluem: Agrária, Batavo, Bom Jesus, C. Vale, Capal, Castrolanda, Cocari, Codepa, Cofercatu, Coopagricola, Cooperval, Copacol,Copagril, Lar, Nova Produtiva, e Unicastro. Funcionários da Conagro afirmram que eles são receptivos a novos membros e as cooperativas que se retiraram da organização são bem-vindas para retornar.

 

Fonte:

Cenário MT

Recommended Posts

Leave a Comment

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt