Cooperativismo pode ser alternativa para produção leiteira

 In Clipping, Cooperativismo

Durante o 15º Encontro Técnico do Leite, que acontece nos dias 14 e 15 de maio em Campo Grande, serão debatidos diversos assuntos para a melhoria da produção leiteira em Mato Grosso do Sul. Um deles é a palestra “Cooperativismo na Pecuária Leiteira”, proferida por Haroldo Max de Souza, presidente da Central de Laticínios de Goiás – Centroleite.

De acordo com o palestrante, há muitas vantagens para o produtor se organizar em cooperativa.  “A principal é que o produtor se torna associado do negócio e, como tal, tem direito a voto e a participação nos resultados. No caso específico do leite, há alguns outros benefícios, como o fortalecimento dos produtores frente ao mercado globalizado; o acesso à assistência técnica em zootecnia, qualidade de leite e manejo do gado; a assistência veterinária individualizada, com acompanhamento intensivo dos resultados e orientações nas áreas de genética, alimentação, clínica, manejo e instalação. Além disso, não podemos esquecer o controle sanitário e zootécnico dos rebanhos; a disponibilidade de insumos necessários à atividade; a segurança nos serviços de comercialização da produção, com remuneração adequada ao produtor; e rações com ótima relação custo/benefício para o produtor.”

Por meio da cooperativa, o associado consegue reduzir os custos de transações comerciais para aquisição de máquinas e suprimentos. Muitas vezes, a cooperativa também consegue atender às demandas dos associados oferecendo infraestrutura e todo o apoio para sua produção, desde equipe técnica de profissionais do segmento até um silo graneleiro ou até busca por linhas de crédito mais acessíveis.

 

Para ler na íntegra, clique aqui.

Recommended Posts

Leave a Comment

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt