Empresários criam ‘rede‘ para fortalecer turismo, em Carambeí

 In Clipping

Para ampliar a competitividade, fortalecer a atividade turística e o poder de articulação, empresários e representantes de entidades e poder público unem esforços em torno de uma causa comum

Incentivado pelo Sebrae/PR, um grupo formado por representantes de 20 empresas que atuam no segmento de turismo, no município de Carambeí, nos Campos Gerais, formalizou, nesta semana, uma rede empresarial. O grupo de trabalho uniu-se para buscar o desenvolvimento de forma coletiva.

Nádia Terumi Joboji, consultora do Sebrae/PR, explica que a formação da rede empresarial é uma forma encontrada pelos empresários para dar continuidade ao trabalho desenvolvido pelo Programa Agentes Locais de Inovação que atendeu 14 empresas da localidade nos dois últimos anos.

As empresas participantes da iniciativa, detalha a consultora, estão envolvidas em projetos de inovação e têm apresentado bons resultados. Os empresários demonstraram a necessidade de agir coletivamente, a partir de uma pesquisa sobre a percepção turística feita com eles. 93% dos entrevistados viram a necessidade do associativismo. A análise mostrou que a falta de um trabalho em grupo era um dos gargalos da atividade turística na localidade.

A consultora do Sebrae/PR observa que o município já recebe um grande fluxo de turistas de negócios e que a formação da rede empresarial deve contribuir para a consolidação da cidade como um destino cultural, com forte apelo para a gastronomia e produção associada ao turismo. No momento, o grande desafio desses empresários é a consolidação do destino e o lançamento de novos produtos que despertem desejo nos turistas em permanecerem mais tempo no município e a consumirem mais, assinala.

Nádia Joboji credita o sucesso da rede empresarial de Carambeí às alianças estratégicas com entidades como a Cooperativa Paranaense de Turismo (Cooptur), Parque Histórico de Carambeí, Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG), Associação Comercial de Carambeí e a Prefeitura de Carambeí.

Nos próximos dias, a rede empresarial vai desenvolver um planejamento estratégico que deve contemplar as ações, consideradas pelo grupo, mais urgentes para a melhoria da atividade. Além do desenvolvimento de produtos locais e da articulação regional, a rede possibilita que os empresários organizem uma central de compras para reduzir despesas na aquisição de artigos de consumo comum, indica.

A consultora do Sebrae/PR pontua ainda que o Sebrae/PR irá apoiar os empresários com soluções como o Programa Alimentos Seguros (PAS), treinamentos de gestão financeira, e em outras demandas.

Rodrigo de Barros, agente local de inovação que auxiliou empresários em Carambeí, destaca que a formação da rede empresarial na cidade é importante porque é um grupo voltado para as questões do turismo.

Para consolidar um produto turístico são necessários diferentes ‘ingredientes’. Isso explica porque a atuação coletiva é tão estratégica. Unidos, os empresários ampliam seu poder de negociação, trocam ideias e aumentam as chances de solucionar questões que podem ser, por exemplo, a formação de mão de obra capacitada ou a contratação de consultorias para incrementar a qualidade da produção, afirma o agente.

União e desenvolvimento

Karen Kobilarz, gerente da Agência de Desenvolvimento de Turismo nos Campos Gerais, considera a articulação e a integração dos empresários de Carambeí fundamentais para o desenvolvimento turístico. A formação dessa rede é importante para o sucesso e, com certeza, esse é um bom exemplo a ser seguido pelos municípios da região, avalia.

Para Suelen Pavanelo da Silva, turismóloga e diretora do Departamento de Turismo da Prefeitura de Carambeí, a formação da rede empresarial é uma prova de que poder público e iniciativa privada precisam atuar de forma integrada. A formação da rede é uma expressão da união e da parceria municipal. Esse instrumento faz com que cada ente entenda seu papel no desenvolvimento do setor e faça sua contribuição, considera.

O diretor-presidente da Associação Parque Histórico de Carambeí (APHC), Dick Carlos de Geus, analisa que a proposta de trabalho em rede é muito válida e apela que os participantes mantenham-se dispostos e pacientes para aguardar os resultados que virão a médio e longo prazos. A formação dessa rede é importante para o setor. Agora é preciso que um maior número de empresas e segmentos se integre ao projeto para que ganhe força, diz.

 

Fonte:

Refrescante

 

Leia também em:

Agencia Sebrae de Noticias PR

Paranashop

Max Press 

DCI

Sebrae – SP

Panorama Brasil

Informa Net

Recommended Posts

Leave a Comment

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt