Plano Safra deve impulsionar cooperativas no Paraná

 em Clipping, Cooperativismo

O Paraná será palco, nesta sexta-feira, 10, do lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar 2012/2013. O anúncio do plano estadual será feito pelo ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, às 9h, no auditório dos Correios, na capital Curitiba.
O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) destinará R$ 2,7 bilhões para o Paraná na atual safra. O valor, o segundo maior do país, demonstra a força do setor no estado e na Região Sul, além do compromisso do MDA com o desenvolvimento dos produtores rurais. O delegado federal do MDA no Paraná, Reni Antônio Denardi, sinaliza que os recursos devem impulsionar as cooperativas paranaenses, que são a base da agricultura do estado. “Esse plano tem várias novidades importantes para o cooperativismo, como a ampliação de recursos para crédito. O Paraná é o estado brasileiro onde o cooperativismo é mais forte”, afirma o delegado, destacando os setores de produção de leite e criação de aves.
Apenas em recursos das diversas linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o estado deverá receber R$ 2,61 bilhões. Deste montante, a previsão é de que R$ 1,31 bilhão sejam usados em operações de investimento nas propriedades dos agricultores familiares e R$ 1,3 bilhão financiem o custeio.
Neste ano, declarado pela Organização das Nações Unidas (ONU) como Ano Internacional das Cooperativas, o MDA ampliou os limites de crédito para essas organizações. O Pronaf Agroindústria, por exemplo, agora financia projetos até R$ 30 milhões, o triplo do limite anterior, de R$ 10 milhões. As associações e cooperativas que acessarem o crédito pagarão juros de 2% ao ano, abaixo da inflação. O prazo para a quitação do empréstimo pode ser feito em até dez anos, incluídos até três anos de carência. Já as cooperativas e associações que optarem pelo financiamento até R$ 1 milhão terão os juros fixados em 1% ao ano.
“Essas medidas são muito importantes para a consolidação da agricultura familiar”, destaca o delegado Reni. Segundo ele, essas ações reforçam a renda das famílias no campo e auxiliam na ascensão social dos produtores. “As políticas do MDA ajudam na formação de uma classe média no campo”, observa o delegado sobre um ponto que sempre é destacado pelo ministro Pepe Vargas.
Reni lembra também o aumento do limite de crédito dos agricultores para acessarem recursos do Pronaf. O limite de renda bruta anual passou de R$ 110 mil para R$ 160 mil com o novo plano. Nesta safra, algumas medidas atendem especificamente aos agricultores de menor renda – o limite de enquadramento para o Grupo B do Pronaf cresceu com a ampliação da renda bruta anual do agricultor de R$ 6 mil para R$ 10 mil.
Assistência técnica
Além do crédito, os agricultores contarão com serviços de assistência técnica e extensão rural (Ater). Serão investidos R$ 31,4 milhões pelo MDA em Ater para a atual safra. A assistência técnica visa, por meio do trabalho continuado junto aos agricultores, aumentar a produção, renda e qualidade de vida das famílias no campo. O novo Plano Safra, porém, também preza pela sustentabilidade dos empreendimentos familiares. Todos os novos projetos buscarão o uso racional do solo, da água e, ainda, a menor utilização de agrotóxicos.
Compras governamentais
O governo também garantirá a compra de produtos dos agricultores familiares paranaenses. No caso do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), o MDA investirá um total de R$ 21,46 milhões na compra dos produtores.
O Plano Safra traz outra novidade: a possibilidade de estados e municípios investirem recursos próprios na aquisição dos produtos de agricultores familiares. Anteriormente, apenas a União podia comprar pelo PAA.
O Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) também garantirá parte da renda dos produtores. Pela lei, 30% dos recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) recebidos pelas escolas públicas para a merenda escolar devem ser investidos na compra de produtos da agricultura familiar. Em 2011, o Paraná recebeu um total de R$ 47,15 milhões em recursos do FNDE para esse fim.

 

Para ler na íntegra, clique aqui.

 

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt