Instituições financeiras devem focar na sustentabilidade

 In Clipping, Sustentabilidade

A sustentabilidade não pode se dissociar do cotidiano das instituições financeiras. Essa foi a diretriz da palestra do Banco Central (BC) sobre política de responsabilidade em instituições financeiras. A apresentação encerrou o Terceiro Fórum Nacional de Cooperativas de Crédito, em Nova Petrópolis (RS), e ficou a cargo de Elvira Cruvinel, assessora do Departamento de Normas do Sistema Financeiro do BC. O evento foi promovido pelo Sebrae e Confederação Brasileira das Cooperativas de Crédito (Confebras) , no Centro de Eventos de Nova Petrópolis.

No início de sua fala, a palestrante apresentou uma retrospectiva da relação entre o tema responsabilidade socioambiental e as instituições financeiras. Ela lembrou que o assunto encontra-se em discussão desde a década de 70. Elvira destacou fatos históricos como a declaração de compromisso dos bancos com a sustentabilidade, firmada na conferência Rio 92.

Elvira Cruvinel também mencionou a criação do Índice Dow Jones de Sustentabilidade, na bolsa de Nova York (EUA). “Esse índice surgiu para atender ao anseio de grandes fundos que queriam investir nas empresas sustentáveis. O fato se refletiu no sistema financeiro”, contou.

A palestrante ressaltou a Audiência Pública que o Banco Central disponibiliza até o dia 11 de setembro em seu site. O objetivo é permitir que a sociedade se manifeste sobre a política de sustentabilidade nas instituições financeiras. Ela afirmou que embora o tema do desenvolvimento sustentável esteja disseminado socialmente, o mesmo não ocorre no sistema financeiro.

Pela Audiência Pública, todas as instituições financeiras deverão implementar uma política de responsabilidade socioambiental. O documento ainda prevê um relatório de responsabilidade socioambiental, mas que não será obrigatório para as cooperativas de crédito. Confederações e centrais de crédito poderão ter uma política única para as suas associadas.

Pela política de responsabilidade socioambiental, as instituições deverão levar em conta os impactos provocados pela oferta de produtos e serviços. Também terão de avaliar riscos e oportunidades socioambientais ao oferecerem produtos e serviços com procedimentos específicos para financiamento de atividades de maior risco, como mineração, petróleo e gás.

 

Fonte:

Agência Sebrae

Recommended Posts

Leave a Comment

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt