Uma evolução no mercado de tratores

 In Clipping

Ao longo do tempo e da história, a tecnologia tem passado por substanciais mudanças, as quais visam acompanhar as transformações evolutivas vivenciadas pelas sociedades. Parte dessa evolução é o trator, máquina que exerce tração possibilitando a execução do trabalho produtivo com conforto ao operador, multiplicando a força humana. Um progresso que pode ser exemplificado pela presença da Valtra no Brasil, marcada pela inovação e pioneirismo tecnológico.

De acordo com Jak Torretta, diretor de produto AGCO América do Sul, a história no Brasil começa em 1957 com a Valmet, quando a empresa finlandesa começou a exportar seus tratores para o país. Em 1960, com os incentivos dados às empresas estrangeiras para se fixarem aqui, a marca tornou-se a primeira montadora de tratores no País, escolhendo município de Mogi das Cruzes, em São Paulo, para se instalar. O primeiro modelo a sair da linha de montagem de Mogi das Cruzes foi o Valmet 360, que já trazia inovações características da marca, como por exemplo, o tanque estrutural central de combustível.

Já nos anos 70, com o avanço da fronteira agrícola para o Centro-Oeste brasileiro, começam a surgir demandas por tratores mais potentes e equipados com mais tecnologia. Em resposta às novas exigências dos produtores brasileiros, a então Valmet fabrica os primeiros tratores do Brasil com injeção direta, os modelos 60ID e 80ID, logo em seguida o primeiro trator 6 cilindros, o primeiro 4×4 e o primeiro 6 cilindros turbo. Em 1993, o mercado brasileiro foi novamente surpreendido com o 980 Turbo, o primeiro trator com transmissão powershift do Brasil. Quatro anos depois, a Valmet passa a se chamar Valtra.

Para ler na íntegra, clique aqui. 

Recommended Posts

Leave a Comment

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt