Brasil pode liderar tecnologia em energia oceânica, prevê especialista

 em Clipping, Sustentabilidade

Durante o Congresso Brasileiro de Oceanografia, ocorrido semana passada, no Rio de Janeiro, o professor de Estruturas Oceânicas da Coppe/UFRJ, Segen Estefen, disse em entrevista ao Terra que, em um período entre 10 e 20 anos, o Brasil poderá virar referência mundial em pesquisas de energia renovável e não poluente.

Para o coordenador de pesquisas sobre energias advindas das ondas e marés, que coordenou uma das mesas de debates do evento, com a escassez de outras fontes como o petróleo, e com a cobrança por energia limpa, está definitivamente traçado o caminho para o desenvolvimento dos estudos nos oceanos.

 

Para ler na íntegra, clique aqui.

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt