Koffiehuis Parque Histórico implanta novas práticas de sustentabilidade

 em Destaque

O museu possui uma política de sustentabilidade com o intuito de minimizar os impactos no meio ambiente e trabalhar para conscientizar o público da necessidade de preservação do ecossistema.

O Parque Histórico de Carambeí, maior museu histórico a céu aberto do Brasil, tem o compromisso com o meio ambiente e utiliza de práticas sustentáveis para minimizar os impactos negativos lançados no ecossistema. Deste modo, também realiza ações com o intuito de conscientizar o público sobre a importância da preservação ambiental.

O Koffiehuis Confeitaria e Restaurante, é um estabelecimento gastronômico dentro das dependências do complexo museal Parque Histórico de Carambeí. Como o museu, o estabelecimento tem o compromisso com o meio ambiente e utiliza de práticas sustentáveis para minimizar os impactos lançados no ecossistema, também realiza ações visando conscientizar o público sobre a importância da preservação ambiental.

No mês de novembro o Koffiehuis adotou uma nova prática de sustentabilidade, a inclusão de garrafas de vidro com água filtrada e gratuita para consumo no local, os canudos em plástico foram substituídos por canudos biodegradáveis. Aos poucos os copos plástico serão substituídos por copos descartáveis. A ação inicialmente foi implantada nas alas do museu com a aquisição de bebedouros, mas que também está em processo de substituição dos copos de plásticos.

Garrafas, copos e canudos plásticos são considerados produtos de uso único, logo, são descartados e podem levar mais de dois séculos no processo de decomposição. Levando em consideração que pequenas alternativas podem ajudar na preservação, os gestores investiram na produção de copos, canudos de inox, garrafas de alumínio e de acrílico que serão vendidos como souvenirs do Koffiehuis. Este será mais um método de preservação do meio ambiente, já que tais são de uso contínuo.

Política de sustentabilidade no Koffiehuis:

– 90% do uso de iluminação é feito por lâmpadas de LED, diminuindo o impacto do consumo de energia;

– Latas de alumínio são vendidas e a renda é revertida para a confraternização dos funcionários;

– É realizada a seleção de material reciclável;

– O material reciclável vai para a COOPAM, cooperativa de reciclagem;

– O lixo orgânico vai para a compostagem da instituição, que posteriormente serve para adubo orgânico da horta e jardim;

– O óleo usado vai para a FOCAM, indústria e comércio de aditivos;

– Horta 100% orgânica;

– Uso de torneiras com temporizador nos banheiros;

– O lacre das latas de alumínio é guardado para trocar por cadeiras de rodas, campanha da RODONORTE, concessionária de rodovias.

Ações sustentáveis no Museu:

– Utilização de madeira de reflorestamento em todas as casas da Vila Histórica, ala que reproduz a antiga Colônia de Carambeí;

– No Parque das Águas são reproduzidas alternativas que promovem a conscientização ambiental, local onde são desenvolvidas ações voltadas a valorização e a preservação do meio ambiente. Ainda no ambiente tem uma construção dedicada a sustentabilidade, construída com tijolos ecológicos e ambientada com materiais de reuso e descarte;

– É realizada a captação de recursos hídricos da chuva;

– O Núcleo Educativo do Parque realiza periodicamente atividades voltadas ao Meio Ambiente, com ações sócio-educativas com o intuito de conscientizar grupos escolares.

 

Postagens Recomendadas
Contate-nos

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt