Árvore Pascal da tradição germânica é destaque no Parque Histórico

 em Destaque, Noticias

O osterbaum é uma árvore seca decorada com ovos coloridos e o museu resgata este símbolo cristão dos alemães para a Páscoa no Parque.

O Parque Histórico de Carambeí, maior museu histórico a céu aberto do Brasil, é um memorial da imigração holandesa que busca proporcionar ao público uma imersão nas diferentes culturas que estão presentes na história do município. No período da Páscoa o museu resgata a tradição germânica do osterbaum que é uma árvore pascal.

O osterbaum é a representação de um antigo costume dos alemães, possui uma simbologia e se faz presente na herança cultural cristã. Como na Alemanha a Páscoa acontece no período do inverno, por isso são utilizados galhos secos com a aparência de não ter vida que representa a renovação com o chegar do verão, quando as árvores florescem. A decoração com o ovo é sinal de renascimento que dá vida aos galhos secos.

Os germânicos utilizam de símbolos para representar a morte de Jesus na cruz. Os galhos secos das árvores fazem analogia com a morte na cruz, mesmo com a tristeza celebram a vida com a decoração com ovos coloridos, pois estes, são sinais de ressurreição. A ornamentação é feita com ovos coloridos e possui um significado diferente para cada cor, sendo: o vermelho remete ao sangue de Cristo, já o verde faz menção a esperança, o amarelo é símbolo da luz e o branco remete a paz.

“Um museu como espaço de guarda e difusão de memória tem como compromisso o resgate e a valorização da tradições dos povos formadores de Carambeí, a presença alemã na Colônia Carambehy foi e é muito importante e simbólica. Resgatar as tradições germânicas é uma forma de honrar esse legado cultural e tornar o museu um espaço mais plural”, explica Felipe Pedroso historiador e coordenador cultural do Parque.

A decoração do osterbaum é feita pela equipe de mediadores do museu, é um momento de muito entusiasmo da equipe. “Os mediadores ficam animados com eventos e poder preparar o Parque para receber os visitantes é sempre um prazer. Montar essa árvore pascal de tradição germânica e depois contar aos visitantes toda a simbologia que tem por trás de seus símbolos deixa a equipe empolgada”, finaliza Leandro Marcondes coordenador de mediação do museu.

Postagens Recomendadas
Contate-nos

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt