Louças

Entre as exportações mais importantes da China no século XVII e XVIII estavam as porcelanas feitas para o mercado europeu. O consumo das bebidas coloniais, chá, café, chocolate e a sua popularização pela Europa também impulsionaram esse importante comércio que culminou numa tradição em terras neerlandesas: o das porcelanas azul e branca.

A cerâmica tornou-se muito popular entre a nobreza e a elite comercial, mas era muito caro para os setores mais pobres da população. Por conta dos preços altos, tentou-se copiá-las, o resultado foi o Delft Blauw – inspiradas na estética de característica prevalecente da dinastia Ming, com traços marcantes de azul e branco. Tornou-se tão popular que em 1.700 somente na cidade de Delft havia 33 fábricas de cerâmica. No início, eram principalmente pintadas em estilo oriental, mas, mais tarde, foram inseridos motivos do cotidiano holandês o que tornou sua popularidade ainda maior e marca de identidade dos holandeses.

Contate-nos

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt