Os Campos Gerais Batavos

 em Cooperativismo, Noticias
O Paraná, assim como o Brasil, tem na mistura étnica e na multiplicidade cultural uma de suas mais fortes e ricas características. Na região dos Campos Gerais (além dos descendentes diretos de índios, negros e portugueses) encontram-se poloneses, russo-alemães, italianos, japoneses, coreanos, sírio-libaneses, ucranianos, entre outros grupos que (seja por sua expressão numérica e/ou por sua contribuição na formação socioeconômica e cultural regional) desde a sua chegada em solo paranaense prestaram imensa colaboração para o desenvolvimento do nosso estado.
Nesse contexto, a presença holandesa em nossa região merece destaque especial. Tudo começou em 1911, quando um grupo de famílias batavas chegou aos Campos Gerais e se fixou nas cercanias da Fazenda Carambhey, próximo as terras da ferrovia São Paulo – Rio Grande, administrada pela Brazil Railway Company. Formava-se, a partir de então, o embrião do que, décadas mais tarde, viria a ser o atual município de Carambeí. Motivados pelos resultados obtidos pelos pioneiros, outras famílias holandesas decidiram imigrar para o Brasil, reforçando a presença desse grupo na região

.

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt