Paraná fortalece suas cooperativas com apoio do Governo do Estado

 In Clipping, Cooperativismo

As cooperativas do Paraná vêm reforçando sua parceria com o governo Beto Richa. Na última terça-feira (20), o governador assinou contratos e convênios de financiamentos do Banco Regional do Extremo Sul (BRDE) com duas cooperativas. A Agrária Agroindustrial e a Lar Agroindustrial. O banco liberou R$ 66 milhões que serão destinados à construção de aviários em Medianeira e para uma indústria de beneficiamento de milho em Guarapuava.
No caso da Lar Agroindustrial em Medianeira os investimentos liberados, de R$ 15 milhões, são parte de um projeto maior que totaliza R$ 400 milhões. O contrato com a Cooperativa Agrária Agroindustrial destina R$ 51 milhões para implantação de uma indústria de beneficiamento de milho em Guarapuava com capacidade para processar 180 mil toneladas de grãos por ano. O diretor-presidente da Agrária, Jorge Karl, definiu o investimento como um momento histórico para a cooperativa e destacou a boa relação com o governo do Estado. O diretor-presidente da Lar, Irineo da Costa Rodrigues, disse que o financiamento do banco irá atender de forma mais ágil e segura os produtores de frango da região.
O financiamento do BRDE, banco de fomento da qual o Paraná é sócio, é um dos mais atrativos do mercado. As cooperativas terão até dez anos para pagar os empréstimos com juros de 6,75% ano. O governador Beto Richa, que é um entusiasta do cooperativismo, costuma destacar a importância das cooperativas para a economia paranaense. Ele enfatiza que a liberação de recursos do BRDE irá acentuar o crescimento das cooperativas e ampliar sua participação no desenvolvimento econômico e social do Paraná. O empenho do governador em fortalecer e atuar como parceiro das cooperativas é reconhecido pelo presidente da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar), João Paulo Koslovski. Para ele, o apoio financeiro por parte do Estado é uma demonstração do valor atribuído pelo governo estadual às cooperativas. Disse que o investimento do BRDE fortalece a meta da Ocepar, que é de industrializar 50% dos produtos das cooperativas paranaenses até 2018. Em 2011 as cooperativas do Paraná tiveram faturamento de R$ 32 bilhões e foram responsáveis por 1,5 milhão de empregos.
No início da semana Beto também participou da inauguração do terminal portuário da Cooperativa Cotriguaçu em Paranaguá. Onde a cooperativa investiu R$ 30 milhões para ampliar o sistema de armazenagem. O governador destacou a contribuição cooperativa para o desenvolvimento econômico e geração de renda na região Oeste, onde a empresa formalizou recentemente uma parceria com a Ferroeste para construção de silos graneleiros e câmaras frias, em Cascavel. Ainda nesta semana representantes das cooperativas agrícolas Castrolanda, Batavo e Capal apresentaram ao governador um projeto de expansão da produção de suínos na região dos Campos Gerais. A previsão é de que sejam investidos até R$ 640 milhões, com geração de cerca de sete mil empregos diretos e indiretos.
Essas iniciativas demonstram que estamos no caminho certo. Como o governador sempre afirma: o Estado é, agora, um parceiro respeitoso dos produtores do Paraná.
O produtor está fazendo a sua parte da porteira para dentro, como salienta o governador. E o governo vai cumprir seu papel e investir vigorosamente em infraestrutura. Estamos recuperando o estado a passos largos e os resultados começam a aparecer na educação, na saúde, na segurança e na infraestrutura. Deste governo os produtores sempre terão respeito e parceria.

 

Fonte:

JM News

Recommended Posts

Leave a Comment

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt