Parque Histórico lança Programa Cultural Alimentar em 2018

 em Destaque, Noticias

Alimentação será tema de atividades realizadas no museu durante todo o ano.

No ano de 2018 o Parque Histórico e Carambeí, maior museu histórico a céu aberto do Brasil, terá uma programação especial toda direcionada a temática da alimentação. O Programa Cultura Alimentar será abordado nas atividades e eventos realizados pela instituição.

O coordenador cultural e historiador do museu, Felipe Pedroso, relata que falar sobre a alimentação é hoje uma tendência, devido principalmente aos programas televisivos dedicados ao tema e a explosão gourmet. Relata ainda que a alimentação é parte importante da formação dos processos históricos e que a existência do Parque e a história de Carambeí estão atreladas as práticas alimentares. “O ser humano sempre esteve em busca de alimentos, seus movimentos foram marcados por isso, muitos momentos históricos aconteceram motivados por ele, como a própria chegada dos portugueses ao Brasil em 1500 e o apogeu econômico holandês no Renascimento. Usando da narrativa da cultura alimentar é possível explicar a história inteira de Carambeí, que evidencia as múltiplas culturas existentes na cidade, as tradições lácteas e a pluralidade alimentar étnica”.

Felipe Pedroso explica que é possível contar a história de Carambeí por meio da alimentação.

O historiador continua explicando que a temática escolhida para as atividades do ano no museu é de interesse popular. “A alimentação se faz presente no dia-a-dia das pessoas, os seus cardápios estão ligados as suas origens e as suas escolhas em relação ao bem estar”.

O Programa Cultura Alimentar, do Parque Histórico será um atrativo para aproximar o público da instituição. “Com um documentário sobre a formação das práticas alimentares dos imigrantes, que será lançado até o mês de abril, um livro de receitas colaborativo com a comunidade que será publicado até o mês de maio,  uma exposição intitulada Mesa Posta –  O Chá e  o Café na Cultura Holandesa, o retorno da Festa dos Imigrantes com uma praça de alimentação étnica, o Arraiá do Parque com o resgate da alimentação caipira e a valorização dos produtos locais e a Feira Medieval que terá atividades direcionadas ao cardápio feudal”, finaliza.

Postagens Recomendadas
Contate-nos

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt