Parque Histórico prioriza ações sustentáveis

 em Destaque

O Koffiehuis está adotando novas práticas sustentáveis com o intuito de diminuir impactos negativos no meio ambiente.

Há quatro meses o Koffiehuis Parque Histórico de Carambeí iniciou um processo de substituição de garrafas, copos e canudos plásticos. Como já acontece em estabelecimentos gastronômicos dos Estados Unidos agora os clientes do Koffiehuis não pagam pela água consumida.

Ao chegar no estabelecimento os clientes são recepcionados nas mesas com garrafas de vidro com água, nas alas museais desde 2017 possuem bebedouros para atender aos visitantes. Deste modo, a instituição diminuiu significativamente a utilização do plástico em garrafas, copos e canudos.

Nádia Joboji, consultora do Sebrae, vê a prática adotada pelo Parque como incentivo para outras empresas, pois o museu é referência na região. “O Parque Histórico de Carambeí por ser uma referência no turismo e na cultura, sendo um dos atrativos mais visitados do Paraná e o maior museu histórico a céu aberto do Brasil, acaba inspirando muitas pessoas. Suas ações acabam sendo modelos de ações que dão certo, pela credibilidade e gestão da inovação que realizam”.

Como há bebidas que precisam ser consumidas com canudos, não foi possível abolir o uso desse material, mas estes foram substituídos por plásticos biodegradáveis e que em 2 anos se decompõem. Os copos plásticos estão sendo substituídos gradativamente. Outra prática adotada foi a aquisição de canudos em inox, garrafas em inox e acrílico personalizadas que são vendidas aos turistas como souvenirs.

Devido os danos causados ao meio ambiente com o descarte do plástico, que leva mais de dois séculos para se decompor, Froukje J. Bueno a gerente geral do Parque Histórico decidiu substituir o produto por novas práticas sustentáveis. Froukje é holandesa e está sempre aberta para realizar novas ações sustentáveis, trazendo de seu país de origem a preocupação com a preservação ambiental.

“A substituição de garrafas plásticas foi pensada e sugerida a equipe há algum tempo, mas com o incentivo do Sebrae, por meio da Rede Gastronômica, somente agora conseguimos implantar no Koffiehuis. Nas alas, desde 2017, foram implantados bebedouros para atender aos visitantes. Estas são pequenas medidas que podem colaborar para a conscientização do público do Parque e auxiliam na preservação do meio ambiente”, explica a gerente.

“Quando foi lançada a proposta de inovação, a implantação de novas práticas de sustentabilidade, mais uma vez o Parque Histórico deu um show de exemplo a seguir, pois está contribuindo na conscientização das pessoas minimizando os impactos negativos causados no meio ambiente, sendo que os visitantes poderão adotar essas práticas contribuindo com a minimização do lixo das garrafinhas de água, pela água filtrada que é oferecida de graça, canudos biodegradáveis e substituição de copos de plástico. Além de incentivar a reutilização de copos, canudos e garrafinhas, dando opção também para os visitantes adquirirem como souvenires”, afirma Nádia.

A implantação de novas práticas sustentáveis recebeu o apoio da diretoria da instituição. “O Parque Histórico, desde sua inauguração em 2011, possui o Selo Carbono Neutro concedido pelo Instituto de Responsabilidade Socioambiental Chico Mendes. O título foi adquirido após a construção da Vila Histórica, ala que reproduz a antiga Colônia Carambehy, com madeira de reflorestamento. Desde então, sempre buscamos novas práticas com o intuito de minimizar os impactos negativos no meio ambiente.”, relata Dick Carlos de Geus presidente do Parque.

O museu possui uma política de sustentabilidade que está disponível no site www.aphc.com.br, que tem por finalidade mostrar as práticas adotadas e conscientizar o público da instituição.

Postagens Recomendadas
Contate-nos

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt