Alunos da APAE e Colaboradores da Frísia fazem jardim no Parque Histórico

 em Destaque, Noticias

A ação integra o projeto socioambiental Sementes do Bem, realizado pela cooperativa.

O Parque Histórico de Carambeí ganha canteiro de flores plantado por colaboradores da Frísia Cooperativa Agroindustrial. O projeto Sementes do Bem é fruto de uma parceria ente a cooperativa e a APAE Ponta Grossa, que visa a inclusão de pessoas com deficiência e a promoção da sustentabilidade socioambiental.

O Sementes do Bem emprega 19 pessoas, destas 18 são alunos da APAE que trabalham no contra turno plantando mudas de flores e plantas para reflorestamento, que posteriormente retornarão à sociedade. Com o slogan Quando somos bons para os outros, somos ainda melhores para nós, o projeto é conduzido por Mayb Maia, coordenadora de desenvolvimento humano da Frísia, surgiu da necessidade de trabalhar a inclusão unido a sustentabilidade social e ambiental que se faz presente na cooperativa. “O Sementes do Bem, iniciou no mês de abril, e escolhemos a APAE de Ponta Grossa devido a estrutura existente dentro da escola, que favoreceu para realização do projeto. Dentro da APAE os colaboradores poderão trabalhar em um ambiente seguro, o vínculo com uma atividade que eles sabem fazer e com a escola que é familiar torna-se benéfico e enriquecedor”.

Rose Almeida, colaboradora da Frísia e da APAE, conta que os colaboradores estão trabalhando em todas as etapas do projeto, desde o momento de preparar a terra até a distribuição das mudas. “É gratificante ver o resultado do trabalho com os alunos da APAE, cada um tem suas particularidades e diferentes habilidades, as atividades são dividas de acordo com as aptidões de cada colaborador. Em pouco tempo foi possível notar a mudança no comportamento de cada um, estamos trabalhando também com a autoestima e eles estão crescendo junto com o Sementes do Bem”.

Maria Aparecida Vieira, tem 17 anos, está muito feliz em ser colaboradora da Frísia e conta que com a remuneração do trabalho pode comprar produtos de beleza e ajudar em casa. “Está sendo muito bom participar do Sementes do Bem, gosto de semear e com o meu salário posso comprar muitas coisas. Já comprei um celular, produtos para arrumar meu cabelo e paguei uma consulta médica para minha mãe”.

O colaborador Daniel Franco, aos 20 anos, já trabalhou em outro local, mas que gosta de trabalhar no Sementes do Bem. “Trabalhei em uma outra empresa, mas aqui é muito melhor, é saudável, me faz bem. Agora tenho meu dinheiro para gastar em que precisar”.

Os familiares dos colaboradores da Frísia relatam as mudanças comportamentais desde que iniciou o projeto. “Esse programa é uma benção, em pouco tempo auxiliou muito na mudança comportamental da minha filha. A Barbara quase não falava, agora passou interagir e conversar. Ela tornou-se independente, vai ao mercado e compra as coisas com seu dinheiro”, anima-se Elenice Vieira. Bruna Santos, irmã de um dos novos colaboradores da Frísia, expõe as mudanças de seu irmão “O Sementes do Bem trouxe amadurecimento para o Mateus, melhorou o modo de tratar e interagir com a família, diminui a ansiedade, trouxe desenvolvimento social e profissional”.

A primeira etapa do projeto foi preparar a terra, plantar, cuidar e esperar florescer, agora chegou a hora de devolver para a comunidade. O Parque Histórico é o primeiro local onde os colaboradores da Frísia plantaram um jardim. Para quem tem interesse em promover O Sementes do Bem é só entrar em contato pelo telefone 42 3231-9198 para mais informações.

Postagens Recomendadas
Mostrando 2 comentários
pingbacks / trackbacks
Contate-nos

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt