Parque Histórico faz parceria com Secretaria Municipal de Educação e Cultura

 In Destaque, Noticias

Neste período pandêmico o museu se colocou à disposição para realizar ações virtuais, retomar a oficina de capacitação para os professores que dará subsídios para trabalhar a história de Carambeí em sala de aula.

O Parque Histórico de Carambeí realizou uma reunião virtual com a secretária municipal de educação e cultura, Kátia Harms, com o intuito de estabelecer uma parceria entre o museu e a Rede Municipal de Ensino. Na oportunidade, foi apresentado as atividades que o museu oferece aos grupos escolares da Educação Infantil e Ensino Fundamental I, como a equipe do Parque Histórico está trabalhando neste período pandêmico e a possibilidade de realizar ações virtuais.

“A reunião com a secretária de educação nos possibilitou uma aproximação entre duas instituições – a Escola e o Museu. Apesar das diferentes formas de ensino que ocorrem entre as duas, entre o formal e o não formal, é possível que haja pontos transversais de diálogo entre elas”, o historiador Lucas Kugler, responsável pelo Núcleo Educativo do Parque Histórico, afirma que esse primeiro contato foi importante para estreitar laços entre o museu e o município.

O coordenador cultural e historiador do Parque Histórico, Felipe Pedroso relatou que foi pertinente o encontro virtual que encerrou com o compromisso de o museu dar continuidade a oficina de capacitação para professores. “Foi realmente importante estabelecer um contato com a secretária de educação dessa gestão, e a partir dessa reunião remota conseguimos alinhar várias questões que são de interesse comum entre o Parque Histórico e a Educação Municipal. Uma delas é a continuidade da oficina de capacitação que sempre damos aos professores e educadores da cidade, nessa capacitação damos subsídios para se trabalhar a história de Carambeí em sala de aula, com sugestão de atividades e ações a serem desenvolvidas.”

Kugler complementa que a instituição está preparada para realizar a ação com os educadores e mostrar como abordar a história difundida pelo museu. “É no museu onde pode ocorrer a vivência de saberes teorizados em sala de aula. O museu propôs uma capacitação dos professores e professoras da rede pública para trabalhar a formação histórica de Carambeí de forma plural – composta de diversos sujeitos históricos. Nessa linha, buscamos trabalhar a pluralidade étnica local e apresentar o museu como um palco de aprendizado, de conscientização patrimonial para que outros projetos educativos possam ser abordados com os alunos por meio da educação remota”.

A secretária de educação ficou animada com a proposta de trabalho em conjunto. “A parceria da Secretaria de Educação e museu proporcionará aos professores e alunos da Rede Municipal de Ensino uma aproximação com a história da cidade de Carambeí. Desde sua concretização, o Parque Histórico possui o compromisso de preservar a memória dos imigrantes que auxiliaram na construção dessa bela cidade, assim como a difusão da cultura local”, expõe Kátia.

Pedroso complementa que o compromisso firmado auxiliará no resgate do projeto Mapeamento do Patrimônio que é relevante para o município. “A retomada do projeto de Mapeamento do Patrimônio de Carambeí, uma ação muito importante com o objetivo de mapear a realidade do entendimento sobre quais são os patrimônios históricos, culturais e naturais para as crianças, de forma comunitária, colaborativa e obviamente, em tempos pandêmicos, remota.”

A secretária ficou motivada ao saber que é possível o museu e a escola realizarem todas essas ações de modo virtual. “Com este novo conceito do Projeto, tecnológico e com as práticas a serem desenvolvidas, bem como compreender o patrimônio do município junto aos alunos, com fotos e discussões, só teremos a ganhar”, afirma Kátia.

Lucas ainda menciona que a retomada do projeto Mapeamento do Patrimônio de Carambeí organizado pelo museu se faz necessário e tem o intuito de compreender o que é patrimônio para a comunidade. “Dentre os projetos, destacamos o Mapeamento do Patrimônio de Carambeí onde apresentaremos aos alunos as diversas formas de patrimônios que existem no museu para que eles possam refletir sobre a própria realidade e apontar os seus patrimônios locais de Carambeí que os representem”. O historiador ainda comentou sobre o prêmio Darcy Ribeiro que deseja trabalhar com os estudantes da Rede Municipal e as etapas para realizar a atividade. “A ação educativa O Meu Museu, ganhadora do prêmio Darcy Ribeiro 2019, voltada para conscientização dos alunos enquanto sujeitos históricos de sua cidade, exercitando o conceito de memória e fontes históricas. A ação educativa é um projeto contínuo que, ao ser abraçado pelo professor(a) possibilita três momentos de contato com o museu – o introdutório, onde os alunos aprendem sobre a história da cidade, o seu papel enquanto sujeito histórico, fontes históricas e memória; um segundo momento em que eles elencam e mostram objetos pessoais que fazem parte de sua história e um terceiro momento, onde é montado uma exposição virtual que conta a história destes alunos por meio de suas fontes históricas. “

Para finalizar a secretária municipal relata a riqueza da instituição museal para o município e para a educação. “O museu oferece um acervo histórico rico em detalhes, apresenta um espaço educacional não formal e que agrega conhecimento por meio de réplicas, maquetes, fotos e muitas informações sobre a trajetória dos imigrantes e as transformações ocorridas ao longo dos anos na cidade de Carambeí”.

Serviço:

O Parque Histórico de Carambeí abre para visitação presencial de terça a domingo, das 10h às 17h, para visitas virtuais e conhecer as ações educativas realizadas para o público escolar entre em contato pelo e-mail [email protected]

Recommended Posts
Contate-nos

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt