Parque Histórico aposta em podcast para difusão de conteúdo

 In Destaque, Noticias

O Parque Histórico vem trabalhando com ações virtuais desde o ano de 2018 como prática de democratização de acesso, para aproximar o público e romper barreiras geográficas, em meio as adversidades da pandemia do coronavírus esse trabalho se tornou essencial e foi intensificado. Neste ano a instituição passou a investir em podcast como ferramenta de divulgação do trabalho, pois com esse modelo é possível trabalhar os diferentes conteúdos abordados pelo museu e o público poderá acompanhar em qualquer situação.

“A realização de podcast é uma atividade muito interessante para divulgação e produção do conhecimento histórico. É uma maneira muito acessível e fácil de se trabalhar os mais diversos conteúdos que abordamos aqui no museu. Você pode ouvir no ônibus, no carro, caminhando. É um acesso muito amplo e de acordo com o mundo que vivemos hoje, mais dinâmico”, a historiadora Karen Barros gosta do formato dessa ferramenta por ser versátil e aposta nele para trabalhar o conteúdo criado pelo Parque Histórico.

O Papo de Museus é um programa que foi criado para as produções do Parque Histórico no formato de podcast, o tema de cada uma das conversas virtuais é definido por meio das pesquisas realizadas pela equipe, eventos museais e até mesmo pela curiosidade do público. “O que nos levou a discutir sobre os relatos dos viajantes que passaram pela região dos Campos Gerais é a inserção de Carambeí nesse território, a presença dessa memória aqui na instituição. A reprodução da Casa de Sinhara ou Fazenda Carambeí nas dependências da Casa da Memória, causava questionamento pelos visitantes sobre o viajante e naturalista francês Saint Hilarie. Eles sempre nos questionam: onde fica a casa no qual o Saint Hilarie passou? Então nesse espaço representado aqui nós acabamos por abordar essa discussão dos viajantes e consequentemente desse passado colonial”, foram as dúvidas dos visitantes quanto a Casa da Sinhara que incentivou Karen a gravar sobre os relatos dos viajantes e suas percepções sobre os Campos Gearias.

A ação possibilita a instituição convidar profissionais especialistas em assuntos específicos para contribuir com seus estudos e pesquisas, explorar um tema distinto e deste modo cooperar com o trabalho realizado pela equipe. “O Núcleo de História e Patrimônio sempre tenta se debruçar sobre os mais variados assuntos e personagens que fizeram parte da história do Paraná, é uma das nossas funções enquanto pesquisadores e historiadores. O convite ao pesquisador Darcio Rundvalt é fruto desse trabalho de formiguinha realizado pelo museu, ao estudarmos sobre a paisagem temos essa referência, a do trabalho desenvolvido pelo historiador. A intenção de trazer esses convidados é exatamente debater, aprender e divulgar esses trabalhos que são extremamente importantes para a história regional. É um privilégio podermos dialogar com um estudioso do tema”, expõe Barros.

A historiadora dá continuidade contando como foi definido o formato do podcast A paisagem e a vida social dos Campos Gerais pelo olhar de cronistas viajantes. “No podcast foi abordado três visões, três obras que descrevem o que seria esse Paraná. Auguste de Saint-Hilarie, Thomas P. Bigg-Wither e Visconde de Taunay. Nós temos então três viajantes que fizeram ou descreveram suas impressões sobre o os Campos Gerais e obviamente carregado de estereótipos do seu tempo. É uma fonte riquíssima não apenas para se pensar essa paisagem, mas conduta, imigração e literatura. Porque quando a gente fala de paisagem aqui, a nossa intenção é estimular o visitante a refletir sobre o seu entorno. Será que pouco foi alterado? Será que os ciclos econômicos, as atividades realizadas aqui nos Campos Gerais não alteraram sua paisagem? Se na vinda desses viajantes pouco se fala de regiões com campos de agricultura, quando as coisas mudaram e de que forma isso mudou? Nós realizamos uma pesquisa aqui no museu nesse sentido, para nós sabermos mais sobre o que nos cerca e a relação com os imigrantes que aqui chegaram”.

Para ouvir o podcast A paisagem e a vida social dos Campos Gerais pelo olhar de cronistas viajantes é só acessar o link https://spoti.fi/3ua7sMB, também é possível conhecer as outras produções do Parque Histórico.

 

Recommended Posts
Contate-nos

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt