Parque Histórico recebe acervo da Escola Evangélica de Carambeí

 In Destaque, Noticias

As peças doadas pela escola permitirão que o corpo técnico do museu aprofunde seus estudos na temática da educação dos imigrantes.

O Parque Histórico de Carambeí, maior museu histórico a céu aberto do Brasil, um memorial da imigração holandesa que retrata a história de Carambeí recebeu a doação de novos itens que integrarão o acervo da instituição. Foram destinadas ao museu, diversas peças relacionadas a cultura neerlandesa e que pertenciam à Escola Evangélica de Carambeí.

“Como escola temos o dever em respeitar e proteger a história que nos cerca, motivando e fortalecendo o interesse dos nossos alunos por essa preservação e continuidade. Foi por esse motivo que decidimos fazer a doação”, relata a diretora da Escola Evangélica de Carambeí, Francine Guilherme.

Felipe Pedroso, historiador e coordenador cultural do Parque Histórico, ficou animado com a doação e fala da representatividade dos itens que permitirão ao corpo técnico do museu se aprofundar em pesquisas sobre a educação dos imigrantes. “Os artefatos doados pela Escola Evangélica de Carambeí são muito importantes para compreender a trajetória do ensino na antiga colônia. As aproximações com os métodos de ensino holandês e com a própria cultura educacional da Holanda, inclusive, boa parte do acervo é proveniente de lá”.

A diretora conta que os objetos doados foram utilizados por professores em sala de aula e que contribuíram para o aprendizado dos alunos. “A Escola Evangélica de Carambeí possui um rico acervo material e cultural. Nossos alunos sempre tiveram a oportunidade de vivenciar diversas experiencias com apoio de materiais diversificados e apropriados. Por isso, resolvemos doar alguns quadros que contam uma parte da história da Holanda, além de alguns objetos antigos. Estes materiais foram bastante utilizados nas décadas de 1980, 1990 e 2000, enriquecendo as aulas de História, Geografia e demais disciplinas”, ainda explica que as novas tecnologias substituíram as peças. “Com o passar dos anos, a Escola foi adaptando-se a novos recursos/materiais e inevitavelmente os objetos em questão, foram sendo menos usados, guardados por um longo período, mas nunca esquecidos”.

Antigp projetor utilizado em sala de aula foi doado ao museu 

Destinar os objetos ao museu foi a maneira encontrada para preservá-los e permitir que não só os alunos da escola, mas que o público do museu também tenha acesso a esses materiais que representam a trajetória da educação na cidade. “Justamente pela sua importância, que a Escola de forma muito respeitosa e carinhosa decidiu doá-los ao Parque Histórico de Carambeí, para que sejam adequadamente protegidos contra a ação do tempo e principalmente expostos para que mais pessoas possam aproveitar sua beleza e história”, destaca Francine.

O historiador tranquiliza a diretora em relação ao cuidado com os objetos e certifica que em momento oportuno serão expostos. “O Parque Histórico enquanto uma instituição de guarda de memória passa agora a se responsabilizar pela integridade física das peças. Também é uma oportunidade de mostrar aos nossos visitantes esse rico acervo repleto de curiosidades”.

 

Recommended Posts
Contate-nos

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.