0

9° ARRAIÁ DO PARQUE HISTÓRICO SERÁ EM JULHO

A maior festa caipira da região está com a data marcada e promete diversão para todos os públicos.

Começa a pipocar a temporada dos festejos juninos e julinos, o Parque Histórico de Carambeí entra no clima de festerê e prepara a nona edição da maior festa caipira da região. O 9.º Arraiá do Parque será no dia 2 de julho, das 14h às 22h, terá entrada gratuita e acontecerá no Pavilhão de Exposições Frísia que fica anexo ao Parque Histórico.

Fogueira gigante encanta o público

A festa caipira é consolidada e garante diversão para todos os públicos, com: praça de alimentação recheada de produtos tradicionais destas comemorações, apresentação de dança de quadrilha, apresentação com música de raiz caipira, brincadeiras, decoração e a maior fogueira da região.

Após dois anos sem o festejo, devido ao período pandêmico nos anos de 2020 e 2021, a instituição prepara o Arraiá do Parque para receber o público que ama uma festa caipira e não vê a hora de voltar a prestigiar um festerê. Mais informações pelo telefone 42 98433 – 4639.

0

Parque Histórico participa de ação global nas redes sociais

Durante uma semana o museu se une a instituições que se mobilizam com publicações em torno das temáticas propostas pelo Museum Week.

O Museum Week é um evento realizado nas plataformas digitais e reúne museus e instituições culturais do mundo todo, são sete dias que estimulam o engajamento com o público no meio virtual. A ação ocorre entre os dias 13 e 19 de maio, o museu Parque Histórico de Carambeí marca presença com publicações norteadas por temas pré-definidos.

Nesta edição serão abordadas as seguintes temáticas: inovação e cultura, criadores, liberdade, sexualidade, meio ambiente, lições de vida e dança. Felipe Pedroso, historiador e coordenador cultural do Parque Histórico, conta que desde 2014 o museu participa do evento cultural virtual e incentiva ações que rompem barreiras geográficas. “Nós participamos do Museum Week desde a primeira edição. Vemos essa ação global com muita relevância, ela mostra os bastidores no trabalho museal que os visitantes não teriam acesso numa visitação comum. Usar as redes sociais como um hub que interconecta museus ao redor do mundo numa proposta temática é muito interessante e inovador”.

O historiador ainda relata que a ação estreita a comunicação entre os museus. “A própria natureza virtual do evento também nos permite dialogar com instituições de qualquer lugar do mundo, isso é muito positivo para construir elos no setor cultural global”.

Para acompanhar a participação do Parque Histórico de Carambeí no Museum Week siga o museu nas redes sociais.

0

Parque Histórico terá Museu Interativo no feriado

Voluntários da comunidade darão vida ao museu com encenação do cotidiano dos imigrantes.

Visitar um museu é uma aventura, é viajar pela história e cultura de uma comunidade. Visitar o Parque Histórico de Carambeí em dia de Museu Interativo é vivenciar a história dos imigrantes na antiga colônia Carambeí. No dia 16 de junho, feriado de Corpus Christi, a partir das 14h, a comunidade encenará o cotidiano de seus antepassados e os visitantes são convidados a embarcar nessa viagem com destino ao passado.

Será uma tarde que fará o público se aventurar pela Carambeí de antigamente, viajar pela história da imigração e conhecer as tradições familiares que foram passadas por gerações.

A comunidade vestirá trajes de época e dará vida ao museu, encenando o dia-a-dia dos seus familiares na colônia. Em cada construção da Vila Histórica, reprodução da colônia Carambeí entre as décadas de 1930 a 1950, haverá um personagem representando uma atividade.

Na estação terão viajantes à espera do trem, na chácara a família trabalhando e recepcionando as visitas, na igreja o pastor e fiéis se preparando para o culto, o açougueiro esperará por seus clientes, na escola a professora dará aula de holandês, na oficina o ferreiro e o marceneiro trabalharão nos móveis e instrumentos de trabalho da comunidade. A alegria contagiante dos descendentes de imigrantes holandeses e de outras etnias farão da visita uma experiência inesquecível.

Serviço:

No feriado do dia 16 de junho o museu abrirá das 10h às 17h. O ingresso para visitar o Parque é 20 reais por pessoa. Professores, de 7 a 17 anos, estudantes, doadores de sangue regulares, profissionais da área de saúde com documento comprobatório e PCD pagam meia entrada, no valor de 10 reais. Moradores de Carambeí cadastrados, funcionários da Prefeitura Municipal de Carambeí cadastrados, crianças até 6 anos, acompanhante necessário de PCD e pessoas acima de 60 anos são isentos. Mais informações pelo telefone 42 98433 – 4639.

0

Festa dos Imigrantes edição virtual conta com culinária típica

São sete vídeos que ensinam pratos tradicionais e apresentam a cultura dos imigrantes.

O museu Parque Histórico de Carambeí lança série com vídeos que ensinam tradicionais receitas de imigrantes. A ação que integra a Festa dos Imigrantes edição on-line, disponível no site institucional (https://www.aphc.com.br/festa-dos-imigrantes/), contou com seis pratos que representam as imigrações tradicionais do século XX e uma receita que apresenta as migrações contemporâneas.

As matrizes culinárias são representadas nos vídeos por receitas holandesas, alemãs, portuguesas, italianas, polonesas e indonésias. A série encerra com um prato tradicional de Bangladesh para mostrar que Carambeí está aberta a receber novas ondas migratórias.

Felipe Pedroso historiador e coordenador cultural do Parque Histórico, especialista em História da Alimentação, afirma que os vídeos mostrarão além de saborosas receitas. “A comida conta uma história, comida é também cultura, identidade e uma expressão de gosto e memória. Os vídeos de receitas que gravamos para integrar o conteúdo da Festa dos Imigrantes edição on-line representam um pouco disso”.

Com a série o museu mostra a diversidade que formou o município, a herança cultural dos imigrantes e a representatividade dos ingredientes que compõe cada receita. “A ideia de gravar os vídeos foi de celebrar e divulgar a pluralidade cultural e alimentar de Carambeí. Além das receitas, como historiador com foco em pesquisas na área da história da alimentação, dei um breve panorama da construção das respectivas matrizes culinárias que representam as etnias formadoras do município. Nos vídeos retorno às origens de cada uma para expor os sentidos e significados que muitos pratos têm para seu povo, além é claro, de contar sua história e a formação de suas identidades”.

As receitas, também poderão ser encontradas no canal do Parque Histórico de Carambeí, no YouTube, assim com outros vídeos produzidos pelo museu.

0

PARQUE HISTÓRICO LANÇA FESTA DOS IMIGRANTES VIRTUAL

 

O site do evento reúne apresentações de dança folclóricas, vídeos de receitas, exposição de fotos e atividades infantis.

A Festa dos Imigrantes realizada pelo museu Parque Histórico de Carambeí celebra a diversidade étnica da região na perspectiva da imigração. É um evento que carrega a identidade da instituição e difunde a memória dos imigrantes por meio de apresentações culturais e da gastronomia típica. Neste ano o evento ganhou uma versão digital que está disponível pelo link www.aphc.com.br/festa-dos-imigrantes.

O historiador e coordenador cultural do Parque Histórico de Carambeí, Felipe Pedroso, entusiasta desta festividade conta que com esse evento o museu mostra a tradição dos povos aqui estabelecidos. No entanto, devido à pandemia a equipe pensou em um novo formato para a festa. “Criada em memória dos diferentes grupos étnicos e culturais formadores da sociedade carambiense e dos Campos Gerais, a Festa dos Imigrantes busca celebrar a chegada dos imigrantes e sua pluralidade cultural. O evento possibilita a difusão da diversidade na culinária típica, trabalhos artesanais e souvenires, propagando as diferentes formas de identidade com apresentações e manifestações artístico-culturais. Contudo, pelas incertezas do cenário pandêmico, a festa deste ano será em formato virtual. Esperamos que no próximo ano possamos celebrar juntos de forma física e presencial, num cenário de mais segurança.”
A versão digital é composta por diversos materiais com a proposta de proporcionar ao público, mesmo que virtualmente, uma imersão nas diferentes culturas representadas no evento. “Criamos e reunimos uma série de conteúdo para a edição virtual. Disponibilizamos vídeos de receitas com a história das matrizes culinárias da região e seus contextos; da cultura e trajetória dos grupos étnicos, atividades infantis e de apresentações folclóricas”.

Com essa ação é possível romper as barreiras geográficas do museu e levar a cultura dos imigrantes a todos os lugares.

0

Parque Histórico organiza Semana do Meio Ambiente

A ação é destina a grupos escolares, com crianças a partir de oito anos de idade, com número máximo de 40 pessoas por turma.

O Núcleo Educativo do museu Parque Histórico de Carambeí está organizando uma programação especial para receber os grupos escolares na Semana do Meio Ambiente, entre os dias 7 e 10 de junho. O evento dedicado para falar sobre a natureza e preservação do ecossistema será realizado no mês de junho devido ao Dia Mundial do Meio Ambiente que é celebrado no dia 5 de junho, o museu aproveita a data comemorativa para apresentar a temática com o público escolar.

Aproveitando toda a estrutura do museu, construído em uma área que une uma ampla área verde as alas museais, o evento propõe que os alunos façam a visita com uma nova perspectiva. O historiador, coordenador do Núcleo Educativo do Parque Histórico e organizador da Semana do Meio ambiente, Lucas Kugler explica como atenderá os grupos. “Uma mediação pelo Parque Histórico que problematiza a relação homem com a natureza a partir das exposições do museu, abordando a História de Carambeí na perspectiva da História Ambiental, enfatizando o meio ambiente não como um sinônimo de natureza, mas como categoria que abrange o meio natural e o meio construído e modificado pelo ser humano. Ao término da mediação, será realizada uma oficina de terrário para a fixação do conceito de Meio Ambiente”.

A mediação e a oficina de terrário são destinadas aos estudantes a partir de oito anos de idade, cada grupo poderá ter o máximo de 40 pessoas e a duração da atividade terá cerca de 3 horas. O historiador é quem realizará todas as atividades, por este motivo, o Parque Histórico limita-se a atender duas turmas por dia, sendo um pela manhã e a outra a tarde. Neste período, o museu estará aberto a receber outras excursões, mas a Semana do Meio Ambiente terá participação limitada.

Mais informações pelo e agendamento de grupos pelo telefone 42 98433 – 4639.

0

Parque Histórico lança novo podcast

O Poder dos Museus na perspectiva da História Pública foi o tema debatido no bate-papo virtual dos historiadores do museu.

O museu Parque Histórico de Carambeí lança podcast com o tema O Poder dos Museus na perspectiva da História Pública. A conversa reuniu os historiadores do Parque Histórico, Felipe Pedroso e Lucas Kugler para discutir o poder de articulação da instituição com diferentes formas de difundir o conhecimento, para ouvir o bate-papo virtual acesse https://shre.ink/ha7

O podcast contemplou a programação para a 20.ª Semana Nacional de Museus, ação realizada pelo instituto Brasileiro de Museus (Ibram) que com o tema O Poder dos Museus propôs uma reflexão sobre a capacidade transformadora dessa instituição na pesquisa, na conservação, na educação, na comunicação, na inovação tecnológica ou em outras ações culturais.

“Nesse sentido, lançamos um podcast para pensarmos sobre a trajetória do Parque Histórico de Carambeí dentro do campo da História Pública, cujo intuito é romper com os muros da academia e trabalhar com um público mais abrangente, onde o público, muitas vezes, é mais que o receptor dessa história — também é produtor do conhecimento histórico, como ocorre na Feira Medieval, por exemplo. A História Pública em nosso museu é uma ferramenta de mediação de conhecimento histórico e cultural que nos possibilita refletir sobre os mais variados usos da memória”, explica Lucas Kugler que é historiador e coordenador do Núcleo Educativo do Parque Histórico.

0

Parque Histórico lança mostra fotográfica A Visita do Príncipe

A visita à Carambeí de Bernardo de Lipa-Biesterfel, Príncipe Consorte dos Países Baixo se tornou tema de uma mostra fotográfica lançada pelo Parque Histórico de Carambeí. A exposição contempla a programação da instituição para a 20.ª Semana Nacional de Museus, evento realizado pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) que visa estimular a visitação em museus.

Fernanda Hrycyna, assistente de curadoria do Parque Histórico e idealizadora da mostra fotográfica A Visita do Príncipe, conta que pretende mostrar ao público a figura do monarca que é tão representativa para os holandeses e que foi um marco para a comunidade. “Um dos principais elementos identitários de uma nação, constituída enquanto uma monarquia constitucional, como é o caso dos Países Baixos, é a família real. História, tradição, prestígio e o poder dos quais se investem os governantes hereditários, devem se constituir como a representação ideal dos traços de seu povo, encarnando os valores históricos que concebem a identidade nacional. Para os imigrantes neerlandeses, a visita de um membro da família real dos Países Baixos seria um marco na história da colônia, especialmente porque o grupo de imigrantes e sua descendência se encontrava já bem assimilada na sociedade brasileira. Tratou-se de um evento que reforçaria o vínculo entre o Brasil e Países Baixos”.

A exposição conta com cerca de 50 registros fotográficos de locais visitados pelo príncipe, com recepção preparada para a ocasião e confraternização com a sociedade carambiense. “A Visita do Príncipe, retrata a visita à Colônia Carambeí, território de Castro em 1959, de Bernardo de Lipa-Biesterfeld, Príncipe Consorte dos Países Baixos à época do reinada da Rainha Juliana, a quinta monarca da Dinastia de Orange-Nassau, desde que os Países Baixos adotaram a monarquia constitucional, com uma democracia parlamentar, como forma e sistema de governo, respectivamente”, conta Hrycyna.

Serviço:

A mostra fotográfica A Visita do Príncipe está no Parque das Águas, ala museal do Parque Histórico de Carambeí, abre para visitação de terça a domingo, das 10h às 17h, no mesmo horário de visitação do museu. Mais informações pelo telefone 42 98433-4639.

0

Parque Histórico lançará minissérie educativa sobre a Holanda

A coletânea de vídeos apresentará temas distintos e mostrará A Era de Ouro dos Países Baixos.

No Dia Internacional dos Museus, 18 de maio, o museu Parque Histórico de Carambeí lançará a minissérie A Era de Ouro dos Países Baixos: História e cultura neerlandesa no século XVII. Serão dez episódios, com a duração entre sete e quinze minutos cada, que serão publicados semanalmente nas redes socais do museu. Ação integra a programação do museu para a 20.ª Semana Nacional de Museus, realizada entre os dias 16 e 22 de maio, com o tema O Poder dos Museus e traz visibilidade ao setor e estímulo em visitações nos espaços culturais participantes.

O historiador e coordenador do Núcleo Educativo do museu, Lucas Kugler, relata que nos vídeos será mostrado um período muito importante que refletiu a construção da Holanda atual. “A minissérie A Era de Ouro dos Países Baixos visa contar uma parte da história da Holanda adentrando em um período conhecido com a Era de Ouro. Nos séculos XVI e XVII, a República dos Países Baixos se tornou uma potência mundial, passando por diversas transformações econômicas, políticas e, principalmente, culturais. Deixando assim, um profundo legado na formação da identidade do povo holandês”.

O historiador descreve os temas que serão abordados pela equipe do Educativo. “A revolta holandesa na guerra dos 80 anos; a influência do calvinismo na Revolução Holandesa; a expansão marítima da República dos Países Baixos; a cultura de luxo; urbanização e o interior das casas, a arte barroca holandesa; o Brasil holandês e as representações desta terra através dos pintores que vieram na comitiva de Nassau”.

Para assistir aos vídeos e conhecer outras produções do Parque Histórico é só seguir o museu no Instagram (@parquehistorico), curtir a página no Facebook (ParqueHistoricodeCarambei) ou se inscrever no canal do YouTube (Parque Histórico de Carambeí).

Serviço:

O Parque Histórico de Carambeí preparou uma programação especial para a 20.ª Semana Nacional de Museus. Entre os dias 17 e 21 de maio a visitação no museu será gratuita para todos. Mais informações pelo telefone 42 98433-4639.

0

Parque Histórico ensinará técnica para preservar fotos e livros em casa

Ação é gratuita, destinada ao público acima de 14 anos e integra a programação do museu para a Semana Nacional de Museus.

Quem tem álbuns de fotografias antigas em casa e livros que são passados por gerações? Esses itens que possuem grande valor afetivo e que fazem parte da herança familiar necessitam de um cuidado especial para que não deteriorarem rapidamente. Pensando neste público, no dia 16 de maio, das 14h às 15h, o Parque Histórico de Carambeí realizará a Oficina de Preservação de Fotografias e Livros em Casa.

“A atividade faz parte da nossa programação para a Semana Nacional de Museus e tem como objetivo levar ao público conhecimento de técnicas básicas de preservação e conservação de livros antigos e de fotografias”, explica o historiador e coordenador cultural do museu, Felipe Pedroso.

Os participantes conhecerão o trabalho realizado pelo Núcleo de Patrimônio e História, os cuidados tomados com as peças e aprenderão as práticas de conservação adotadas pela instituição, conta o historiador. “O corpo técnico do acervo irá abordar os cuidados de tratamento dos diferentes materiais de suporte, higienização e dicas de armazenamento e manutenção desses objetos. São procedimentos técnicos da rotina do museu que ajudam na conservação desses materiais, desta forma, prolongando sua vida”.

Pedroso, deixa um convite para todos que tenham interesse em aprender técnicas de preservação: “Fazemos o convite para as pessoas participarem e ter acesso a essas técnicas que podem facilmente ser replicadas em suas casas”.

Oficina de Preservação de Fotografias e Livros em Casa é gratuita, destinada ao público acima de 14 anos, as inscrições são feitas pelo e-mail [email protected].

Serviço:

Com o tema O Poder dos Museus, entre os dias 16 e 22 de maio, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) realizará a 20.ª Semana Nacional de Museus. Para o evento museal o Parque Histórico preparou uma programação especial, entre os dias 17 e 21 de maio a visitação no museu será gratuita para todos. Mais informações pelo telefone 42 98433 – 4639.

Contate-nos

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.