Rabobank: entre os quatro grandes, ração brasileira foi a que mais aumentou

 In Clipping

Acompanhamento efetuado pelo Rabobank entre os quatro maiores produtores mundiais de carne de frango – pela ordem, EUA, China, Brasil e União Europeia, conforme o volume produzido anualmente – aponta que a maior evolução de preços da ração para frangos está sendo experimentada justamente pelo único país que, ao menos neste momento, não depende de importações (pois teve uma safra mais do que suficiente para atender a demanda interna), ou seja, o Brasil.

Partindo dos preços praticados no trimestre inicial de 2007 (valores daquele trimestre igualados em 100), o estudo do Rabobank mostra que no período avaliado (22 trimestres, cinco anos e meio), a ração para frangos consumida na União Europeia e nos EUA teve evolução de preços muito similar, algo em torno dos 15%-20%.

Foi sem dúvida, uma evolução bem mais moderada que a observada na China que, por ser extremamente dependente das importações para produzir a ração que consome, teve o preço dessa ração elevado em quase 50%.

Mas se esse é um aumento justificável, totalmente injustificável e até surpreendente é a constatação que a maior variação de preços ocorreu no Brasil, país que (repetindo: pelo menos até agora) não necessitou importar para atender sua demanda e ainda produziu excedentes exportáveis.

Pois no Brasil o preço de uma ração para frango aumentou mais de 60% nesses cinco anos e meio, o que equivale a uma evolução próxima de 2,5% por trimestre, contra – por exemplo – cerca de 0,7% por semestre da União Europeia.

Naturalmente, é lógico supor que a evolução do preço da ração brasileira traz embutidos também as variações de câmbio e o fortalecimento do real. Mas até essa hipótese cai por terra ao se constatar que no primeiro trimestre de 2008 o dólar (base dos cálculos do Rabobank) alcançava o mesmo valor atual – pouco mais de R$2,00.

 

Fonte:

Avisite

 

Leia também em:

Notícias Agrícolas

Recommended Posts

Leave a Comment

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt