Instituições financeiras devem focar na sustentabilidade

 em Clipping, Sustentabilidade

A sustentabilidade não pode se dissociar do cotidiano das instituições financeiras. Essa foi a diretriz da palestra do Banco Central (BC) sobre política de responsabilidade em instituições financeiras. A apresentação encerrou o Terceiro Fórum Nacional de Cooperativas de Crédito, em Nova Petrópolis (RS), e ficou a cargo de Elvira Cruvinel, assessora do Departamento de Normas do Sistema Financeiro do BC. O evento foi promovido pelo Sebrae e Confederação Brasileira das Cooperativas de Crédito (Confebras) , no Centro de Eventos de Nova Petrópolis.

No início de sua fala, a palestrante apresentou uma retrospectiva da relação entre o tema responsabilidade socioambiental e as instituições financeiras. Ela lembrou que o assunto encontra-se em discussão desde a década de 70. Elvira destacou fatos históricos como a declaração de compromisso dos bancos com a sustentabilidade, firmada na conferência Rio 92.

Elvira Cruvinel também mencionou a criação do Índice Dow Jones de Sustentabilidade, na bolsa de Nova York (EUA). “Esse índice surgiu para atender ao anseio de grandes fundos que queriam investir nas empresas sustentáveis. O fato se refletiu no sistema financeiro”, contou.

A palestrante ressaltou a Audiência Pública que o Banco Central disponibiliza até o dia 11 de setembro em seu site. O objetivo é permitir que a sociedade se manifeste sobre a política de sustentabilidade nas instituições financeiras. Ela afirmou que embora o tema do desenvolvimento sustentável esteja disseminado socialmente, o mesmo não ocorre no sistema financeiro.

Pela Audiência Pública, todas as instituições financeiras deverão implementar uma política de responsabilidade socioambiental. O documento ainda prevê um relatório de responsabilidade socioambiental, mas que não será obrigatório para as cooperativas de crédito. Confederações e centrais de crédito poderão ter uma política única para as suas associadas.

Pela política de responsabilidade socioambiental, as instituições deverão levar em conta os impactos provocados pela oferta de produtos e serviços. Também terão de avaliar riscos e oportunidades socioambientais ao oferecerem produtos e serviços com procedimentos específicos para financiamento de atividades de maior risco, como mineração, petróleo e gás.

 

Fonte:

Agência Sebrae

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt