Uma evolução no mercado de tratores

 em Clipping

Ao longo do tempo e da história, a tecnologia tem passado por substanciais mudanças, as quais visam acompanhar as transformações evolutivas vivenciadas pelas sociedades. Parte dessa evolução é o trator, máquina que exerce tração possibilitando a execução do trabalho produtivo com conforto ao operador, multiplicando a força humana. Um progresso que pode ser exemplificado pela presença da Valtra no Brasil, marcada pela inovação e pioneirismo tecnológico.

De acordo com Jak Torretta, diretor de produto AGCO América do Sul, a história no Brasil começa em 1957 com a Valmet, quando a empresa finlandesa começou a exportar seus tratores para o país. Em 1960, com os incentivos dados às empresas estrangeiras para se fixarem aqui, a marca tornou-se a primeira montadora de tratores no País, escolhendo município de Mogi das Cruzes, em São Paulo, para se instalar. O primeiro modelo a sair da linha de montagem de Mogi das Cruzes foi o Valmet 360, que já trazia inovações características da marca, como por exemplo, o tanque estrutural central de combustível.

Já nos anos 70, com o avanço da fronteira agrícola para o Centro-Oeste brasileiro, começam a surgir demandas por tratores mais potentes e equipados com mais tecnologia. Em resposta às novas exigências dos produtores brasileiros, a então Valmet fabrica os primeiros tratores do Brasil com injeção direta, os modelos 60ID e 80ID, logo em seguida o primeiro trator 6 cilindros, o primeiro 4×4 e o primeiro 6 cilindros turbo. Em 1993, o mercado brasileiro foi novamente surpreendido com o 980 Turbo, o primeiro trator com transmissão powershift do Brasil. Quatro anos depois, a Valmet passa a se chamar Valtra.

Para ler na íntegra, clique aqui. 

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt