Países emergentes garantem bons resultados à holandesa DSM

 em Clipping

Impulsionada pelos resultados nos países emergente, a holandesa Royal DSM registrou lucro de líquido de 2,322 milhões de euros no terceiro trimestre, avanço de 14% na comparação com o mesmo período do ano passado.

A companhia – que se define como empresa de ciências da vida e ciência dos materiais e detém a liderança mundial na fabricação de vitaminas – verificou crescimento de 40% nos resultados das economias emergentes. Somente a China apresentou alta anual de 52%.

“Estamos satisfeitos, porque apesar do impacto da queda das moedas suíça e americana nos negócios, conseguimos um crescimento rentável em relação ao ano passado em todos os segmentos”, afirmou em nota, o presidente global da DSM, Feike Sijbesma.

Para ler na íntegra, clique aqui. 

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt