Os Campos Gerais Batavos

 In Cooperativismo, Noticias
O Paraná, assim como o Brasil, tem na mistura étnica e na multiplicidade cultural uma de suas mais fortes e ricas características. Na região dos Campos Gerais (além dos descendentes diretos de índios, negros e portugueses) encontram-se poloneses, russo-alemães, italianos, japoneses, coreanos, sírio-libaneses, ucranianos, entre outros grupos que (seja por sua expressão numérica e/ou por sua contribuição na formação socioeconômica e cultural regional) desde a sua chegada em solo paranaense prestaram imensa colaboração para o desenvolvimento do nosso estado.
Nesse contexto, a presença holandesa em nossa região merece destaque especial. Tudo começou em 1911, quando um grupo de famílias batavas chegou aos Campos Gerais e se fixou nas cercanias da Fazenda Carambhey, próximo as terras da ferrovia São Paulo – Rio Grande, administrada pela Brazil Railway Company. Formava-se, a partir de então, o embrião do que, décadas mais tarde, viria a ser o atual município de Carambeí. Motivados pelos resultados obtidos pelos pioneiros, outras famílias holandesas decidiram imigrar para o Brasil, reforçando a presença desse grupo na região

.

Recommended Posts

Leave a Comment

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text.