Cooperativismo é ressaltado no documento oficial da Rio+20

 em Clipping, Cooperativismo

Parágrafos que mencionam a importância do seguimento são relativos à geração de empregos e segurança alimentar e nutricional

Após a última reunião para negociar o documento base da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), realizada nessa sexta-feira, 15 de junho, foram mantidas as citações ao cooperativismo nos parágrafos quanto à geração de empregos sustentáveis e segurança alimentar e nutricional. O Brasil, por meio dos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e das Relações Exteriores (MRE), trabalhou intensivamente a inserção do tema no texto final.
“O destaque ao cooperativismo, inclusive agrícola, é uma grande conquista. O Mapa, desde o início dos debates, reconhece a importância do papel do cooperativismo e das cooperativas para a sustentabilidade social, econômica e ambiental”, explicou o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho.
Relativo à importância na geração de empregos, um dos parágrafos reconhece como fundamental a parceria entre governo e pequenas e médias empresas, inclusive cooperativas. Já quanto à segurança alimentar e nutricional, o texto sugere para essa finalidade o aumento da produção agrícola sustentável no planeta, por meio da melhoria do funcionamento dos sistemas de negociação internacional e fortalecimento das cooperativas agrícolas.
A negociação do cooperativismo na conferência, com enfoque na produção agropecuária sustentável, ocorreu durante uma reunião preparatória para a Conferência da ONU, na sede da entidade, em Nova York. Na época, o tema foi defendido por meio do Grupo dos 77 países mais a China, que conta com a adesão de nações como Índia e Argentina, além de todas as nações do continente africano. Apesar de 2012 ser considerado pela ONU como o Ano Internacional das Cooperativas, o tema não estava previsto nas discussões internacionais da Rio+20.
Nos próximos três dias da Conferência da ONU, representantes de 193 países se reúnem para a segunda etapa das negociações que antecedem a reunião de cúpula dos ministros e chefes de Estado e de Governo, nos dias 20 a 22. Nesta fase, os negociadores se concentrarão nos temas apontados como essenciais pela comunidade internacional.

 

Fonte:

Ministério da Agricultura

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt