Brasil deve integrar agência de energias renováveis

 em Clipping, Sustentabilidade

O Brasil deve integrar em breve a Agência Internacional de Energias Renováveis, chamada de Irena. A previsão é do secretário executivo adjunto do Ministério de Minas e Energia, Francisco Romário Wojcicki. Criada em 2009, a instituição privilegia a energia eólica e a fotovoltaica como fontes renováveis, o que originou um distanciamento entre o Brasil e a agência.

A diferença na interpretação do que são fontes renováveis está sendo reduzida. “Vai haver mais uma rodada de discussões e o Brasil tende a se aproximar e a ingressar (na Irena). As dificuldades estão sendo superadas passo a passo”, afirmou o secretário, que participou nesta terça-feira do 13º Encontro Internacional de Energia, organizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). O principal impasse entre a entidade e o governo brasileiro era referente à matriz hidrelétrica, não considerada limpa e renovável pela Irena.

Ao aderir ao grupo, o Brasil passará a ter acesso a tecnologias e informações importantes do universo de fontes renováveis, segmento em que o País é uma das referências mundiais por sua matriz energética sustentada em recursos hídricos, geração relevante a partir de biocombustíveis e produção crescente de complexos eólicos, entre outras rotas sustentáveis de geração elétrica.

Fonte:

Diário do Grande ABC

 

Leia também em:

Info Abril

A Tarde

ADEMI-BA

iBahia

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt