Paraná fortalece suas cooperativas com apoio do Governo do Estado

 em Clipping, Cooperativismo

As cooperativas do Paraná vêm reforçando sua parceria com o governo Beto Richa. Na última terça-feira (20), o governador assinou contratos e convênios de financiamentos do Banco Regional do Extremo Sul (BRDE) com duas cooperativas. A Agrária Agroindustrial e a Lar Agroindustrial. O banco liberou R$ 66 milhões que serão destinados à construção de aviários em Medianeira e para uma indústria de beneficiamento de milho em Guarapuava.
No caso da Lar Agroindustrial em Medianeira os investimentos liberados, de R$ 15 milhões, são parte de um projeto maior que totaliza R$ 400 milhões. O contrato com a Cooperativa Agrária Agroindustrial destina R$ 51 milhões para implantação de uma indústria de beneficiamento de milho em Guarapuava com capacidade para processar 180 mil toneladas de grãos por ano. O diretor-presidente da Agrária, Jorge Karl, definiu o investimento como um momento histórico para a cooperativa e destacou a boa relação com o governo do Estado. O diretor-presidente da Lar, Irineo da Costa Rodrigues, disse que o financiamento do banco irá atender de forma mais ágil e segura os produtores de frango da região.
O financiamento do BRDE, banco de fomento da qual o Paraná é sócio, é um dos mais atrativos do mercado. As cooperativas terão até dez anos para pagar os empréstimos com juros de 6,75% ano. O governador Beto Richa, que é um entusiasta do cooperativismo, costuma destacar a importância das cooperativas para a economia paranaense. Ele enfatiza que a liberação de recursos do BRDE irá acentuar o crescimento das cooperativas e ampliar sua participação no desenvolvimento econômico e social do Paraná. O empenho do governador em fortalecer e atuar como parceiro das cooperativas é reconhecido pelo presidente da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar), João Paulo Koslovski. Para ele, o apoio financeiro por parte do Estado é uma demonstração do valor atribuído pelo governo estadual às cooperativas. Disse que o investimento do BRDE fortalece a meta da Ocepar, que é de industrializar 50% dos produtos das cooperativas paranaenses até 2018. Em 2011 as cooperativas do Paraná tiveram faturamento de R$ 32 bilhões e foram responsáveis por 1,5 milhão de empregos.
No início da semana Beto também participou da inauguração do terminal portuário da Cooperativa Cotriguaçu em Paranaguá. Onde a cooperativa investiu R$ 30 milhões para ampliar o sistema de armazenagem. O governador destacou a contribuição cooperativa para o desenvolvimento econômico e geração de renda na região Oeste, onde a empresa formalizou recentemente uma parceria com a Ferroeste para construção de silos graneleiros e câmaras frias, em Cascavel. Ainda nesta semana representantes das cooperativas agrícolas Castrolanda, Batavo e Capal apresentaram ao governador um projeto de expansão da produção de suínos na região dos Campos Gerais. A previsão é de que sejam investidos até R$ 640 milhões, com geração de cerca de sete mil empregos diretos e indiretos.
Essas iniciativas demonstram que estamos no caminho certo. Como o governador sempre afirma: o Estado é, agora, um parceiro respeitoso dos produtores do Paraná.
O produtor está fazendo a sua parte da porteira para dentro, como salienta o governador. E o governo vai cumprir seu papel e investir vigorosamente em infraestrutura. Estamos recuperando o estado a passos largos e os resultados começam a aparecer na educação, na saúde, na segurança e na infraestrutura. Deste governo os produtores sempre terão respeito e parceria.

 

Fonte:

JM News

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt